17 de diciembre del 2000
Va al Ejemplar actual
PNUMAPNUD
Edición Impresa
MEDIOAMBIENTE Y DESARROLLO
 
Inter Press Service
Buscar Archivo de ejemplares Buzón
  Noticias
Home Page
Ejemplar actual
Reportajes
  Exclusivo para la red
  Análisis
  Grandes Plumas
  Acentos
  Entrevista y P&R
  Ecobreves
  ¿Lo sabías?
  Tú puedes
  Libros
  Galería
Ediciones especiales
Gente de Tierramérica
  ¿Quiénes somos?
  Servicios
  FAQ
Geojuvenil
Espacio de debate hecho por jóvenes y para Jóvenes
Geojuvenil
 

Eduterra
Proyecto educativo

Eduterra

 
Cambio Climático
Proyecto de soporte a negociación ambiental

Cambio Climático

  Inter Press Service
Principal fuente de información
sobre temas globales de seguridad humana
  PNUD
Programa de las Naciones Unidas para el Desarrollo
  PNUMA
Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente
 
Ecobreves

 
 

Indígenas contra a mineração

Lima - Mais de cem mil comunidades indígenas peruanas atingidas pela poluição causada pela mineração preparam uma mobilização para exigir que as empresas implicadas financiem um seguro ambiental com uma porcentagem de sua renda.

A Coordenadoria Nacional de Comunidades do Peru Afetadas pela Mineração (Conacami) apresentará este mês ao presidente da República e ao Congresso propostas que incluem o seguro ambiental, a avaliação dos danos causados e a participação da população no monitoramento dos programas preventivos.

A mineração polui 160 rios e lagos, causando a perda ou a deterioração de milhares de hectares de terras de cultivo, segundo Miguel Palacín, presidente da Conacami.

 
 

Campanha contra incêndios

Santiago - A Corporação Nacional Florestal do Chile (Conaf) e os municípios da região de Valparaíso iniciaram uma campanha de prevenção de incêndios florestais, que inclui 80 quilômetros de corta-fogo e a retirada de mato.

A região de Valparaíso, a oeste de Santiago, é uma das mais expostas aos incêndios florestais, que irrompem anualmente no centro e no sul do Chile durante o verão e causa perdas milionárias e prejuízo ambiental.

Os 80 mil metros de corta-fogo estarão nos setores urbanos mais vulneráveis. O programa, que tem assessoria técnica da Conaf, compreende as cidades de Valparaíso, Viña del Mar, Quilpué, Villa Alemana e San Antonio.

A Conaf "elaborou relatórios sobre áreas de perigo e risco em zonas do perímetro urbano dessas comunidades, onde ocorrem 80% dos incêndios florestais de verão", explicou Daniel Ariz, da Corporação.

 
 

Desenvolvimento em comunidades

San José - Cinco comunidades rurais do sul da Costa Rica implementarão nos próximos três anos um projeto de conservação ecológica e desenvolvimento de microempresas ambientais, com apoio de uma verba de US$ 350 mil da Fundação Internacional Rotariana e do Clube Rotarianos de San José.

O projeto, iniciativa de universidades e organizações não-governamentais, destina-se às comunidades de Pejivalle, Plaza Vieja, Taus, El Humo e La Esperanza, situadas 250 quilômetros ao sul da capital.

O Centro Científico Tropical (não-governamental), uma das principais instituições de pesquisa de biodiversidade na América Central, encabeça este plano-piloto.

 
 

Plano para o Pantanal

Rio de Janeiro - O Programa Pantanal, de desenvolvimento sustentável e preservação desse importante ecossistema úmido do Brasil, será iniciado no primeiro trimestre de 2001, com um custo total de US$ 400 milhões, que serão desembolsados ao longo de oito anos.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento financiará a metade dos US$ 165 milhões exigidos pela etapa inicial do programa, até 2005, informou o Ministério do Meio Ambiente. A superfície protegida aumentará dos atuais 500 mil hectares para dois milhões de hectares, nos quais estão 10% das florestas da região.

Os recursos serão destinados à ampliação das obras de saneamento e infra-estrutura e para fomentar o ecoturismo, a pesca, a agropecuária e outras atividades econômicas, tudo em condições sustentáveis e em benefício de dois milhões de pessoas.


*Fonte: Inter Press Service.



Copyright © 2000 Tierramérica. Todos los Derechos Reservados