Va al Ejemplar actual
PNUMAPNUD
Edición Impresa
MEDIOAMBIENTE Y DESARROLLO
 
Inter Press Service
Buscar Archivo de ejemplares Audio
 
Home Page
Ejemplar actual
Reportajes
  Análisis
  Grandes Plumas
  Acentos
  Entrevista y P&R
  Ecobreves
  ¿Lo sabías?
  Tú puedes
  Libros
  Galería
Ediciones especiales
Gente de Tierramérica
  ¿Quiénes somos?
Geojuvenil
Espacio de debate hecho por jóvenes y para Jóvenes
Geojuvenil
 
Cambio Climático
Proyecto de soporte a negociación ambiental

Cambio Climático

  Inter Press Service
Principal fuente de información
sobre temas globales de seguridad humana
  PNUD
Programa de las Naciones Unidas para el Desarrollo
  PNUMA
Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente
 
Ecobreves

 
 

COLOMBIA: Coca erradicada à mão

SANTAFÉ DE BOGOTÁ - Mil famílias do departamento de Putumayo, ao Sul da Colômbia, comprometeram-se perante o governo, no dia 16 de março, a erradicar mil hectares de coca à mão, em troca de segurança alimentar.

O governo implementa programas de erradicação manual e voluntária de cultivos ilegais de coca com proprietários de menos de quatro hectares de terras.

O sistema evita a fumigação, rejeitada pelas comunidades devido à deterioração que provoca no meio ambiente e na saúde humana, e será aplicado em 15 mil dos 130 mil hectares onde cresce a coca, segundo prevêem as autoridades.

 
 

GLOBAL: ONU critica Bush

NAIRÓBI - O diretor-executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), Klaus Toepfer, criticou o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, por negar-se a tomar medidas que evitariam o avanço do aquecimento da Terra.

"Sem a liderança efetiva dos Estados Unidos, a ação global e eficaz na questão da mudança climática não é possível", disse Toepfer. Bush declarou, no dia 13 de março, que seu governo não buscaria a regulamentação de emissões de dióxido de carbono das usinas elétricas de seu país, devido ao impacto que isso teria na já golpeada indústria energética e nas altas tarifas de energia elétrica.

As emissões de dióxido de carbono são as principais causas da mudança do clima.

 
 

CUBA: Rede de radares

HAVANA - Brasil, Argentina e Cuba uniram-se em meados de março em uma rede regional de radares, um projeto que fortalecerá a cooperação regional diante da mudança climática.

Esse meio de teledetecção, baseado, em raios laser permite medir a concentração na atmosfera de gases que causam a degradação da camada de ozônio e o aquecimento da Terra. A estação cubana que opera em Camaguey, distante 570 quilômetros de Havana, é a única de seu tipo na área do Caribe.

Pesquisadores cubanos esperam que este acordo sirva para uma futura rede continental, inclusive com as participações dos Estados Unidos e do Canadá.

 
 

ARGENTINA: Represa rechaçada

BUENOS AIRES - Cerca de 60 organizações sociais e de agricultores uniram-se, na Argentina, contra a construção da represa argentino-paraguaia de Corpus, no rio Paraná, já rechaçada num plebiscito, em 1996.

O movimento, apoiado por grupos religiosos católicos e batistas, opõe-se à intenção do governo de reviver o projeto hidrelétrico entre a província argentina de Misiones e a de Itapúa, no Paraguai, cujo custo é de US$ 4 bilhões.

O projeto foi rechaçado por 90% dos participantes de um plebiscito no qual votaram 63% dos eleitores de Misiones.



* Fonte: Inter Press Service.


Copyright © 2001 Tierramérica. Todos los Derechos Reservados