Va al Ejemplar actual
PNUMAPNUD
Edición Impresa
MEDIOAMBIENTE Y DESARROLLO
 
Inter Press Service
Buscar Archivo de ejemplares Audio
 
  Home Page
  Ejemplar actual
  Reportajes
  Análisis
  Acentos
  Ecobreves
  Libros
  Galería
  Ediciones especiales
  Gente de Tierramérica
                Grandes
              Plumas
   Diálogos
 
Protocolo de Kyoto
 
Especial de Mesoamérica
 
Especial de Agua de Tierramérica
  ¿Quiénes somos?
 
Galería de fotos
  Inter Press Service
Principal fuente de información
sobre temas globales de seguridad humana
  PNUD
Programa de las Naciones Unidas para el Desarrollo
  PNUMA
Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente

 
Conecte-se

 

Insegurança alimentar

A fome é a mais tenebrosa das carências e, apesar de todos os avanços tecnológicos e sociais registrados pela humanidade, ainda afeta mais de 800 milhões de pessoas em nosso planeta. De maneira um pouco mais técnica, fala-se de "insegurança alimentar". É o que ocorre quando as pessoas passam fome e temem morrer de inanição, segundo uma definição existente no site da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação, mais conhecida como FAO.

A FAO convocou para novembro de 2002 uma Cúpula Mundial sobre Alimentação, cujo tema principal é a necessidade de intensificar o combate à fome. Os delegados deverão revisar os avanços obtidos desde a Cúpula anterior, de 1996. Nessa oportunidade foi subscrita a Declaração de Roma, um compromisso de reduzir à metade o impacto da fome no mundo até 2015. No entanto, pouco se avançou e será difícil cumprir essa meta.

Um dos propósitos da cúpula é reforçar a vontade política para combater a fome. Na Internet há inúmeras páginas sobre o assunto, contendo desde informações sobre emergências do Programa Mundial de Alimentos até propostas de ação política sugeridas por organizações de ativistas.

FAO (em inglês)
Cúpula Mundial sobre a Alimentação, 2002 (em inglês)
Cúpula Mundial sobre a Alimentação, 1996 (em inglês)
Declaração de Roma sobre segurança alimentar (em inglês)
O estado da insegurança alimentar (em inglês)
Programa Mundial de Alimentos (em inglês)
Projeto para um tratado sobre segurança alimentar (em inglês)
Educativo: alimentar a mente para combater a fome (em espanhol)
Ação contra a Fome (em espanhol)
Diretório Yahoo!: sites sobre fome e segurança alimentar (em inglês)
Site da Fome no Brasil (em português)
ClickFome (em português)
Ação da Cidadania Contra a Fome, a Miséria e Pela Vida (em português)
Banco de Alimentos (em português)

Rochas espaciais

Os asteróides alimentam sem cessar nosso imaginário sobre o espaço exterior. Sabemos que são corpos rochosos de tamanho relativamente pequeno, habitantes do sistema solar. Também estamos conscientes do perigo de se chocar com algum deles... A noção deste perigo foi alimentada por algumas milionárias produções de Hollywood, que, por sua vez, foram inspiradas em uma popular hipótese científica: o choque de um asteróide há milhões de anos provocou traumas tão fortes que inclusive teria causado a extinção de uma espécie dominante, os dinossauros.

Imensas crateras também servem como registro desses traumas de origem espacial. O perigo é considerado uma verdadeira ameaça por alguns cientistas. A Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) tem um serviço de observação de objetos que se aproximam muito da Terra. Este mês, dois asteróides passaram a uma distância incomum. Um deles, com mais de um quilômetro de diâmetro, esteve a 11 milhões de quilômetros de nosso planeta, o que não é muito, em termos espaciais.

Na Internet, há numerosas páginas web dedicadas a explicar a natureza de asteróides e cometas. Os corpos que eventualmente entram em contato com a atmosfera, mesmo os de tamanho pequeno, são chamados de meteoros. Segundo uma definição encontrada na Internet, os que sobrevivem a esse encontro e chegam à Terra são meteoritos. Estes podem resultar de desprendimentos de asteróides ou mesmo de planetas, por isso são objeto de grande quantidade de pesquisas, refletidas em abundante informação. E cativam os humanos, que os "caçam" para analisá-los ou mesmo vendê-los a colecionadores.

Nasa: asteróides e cometas (em inglês)
Nasa: vigilância de asteróides e cometas (em inglês)
Os nove planetas: corpos menores (em espanhol)
Introdução aos asteróides (em português)
Organização Internacional de Meteoros - IMO (em inglês)
IMO: links sobre meteoritos (em inglês)
Simulação de um impacto (em inglês)
Meteorite Central: caçadores de meteoritos (em inglês)
Yahoo!: cometas, meteoritos, asteróides (em inglês)
Astronomia no Zênite (em português)

Alto relevo

Em 2002, as montanhas de todo o mundo são protagonistas de seu próprio Ano Internacional. A Organização das Nações Unidas lançou essa convocatória para envolver instituições e pessoas do mundo todo em torno de um objetivo fundamental para o bem-estar do planeta: o desenvolvimento sustentável das regiões montanhosas. O site na Internet do Ano Internacional das Montanhas afirma que um dos objetivos fundamentais é incorporar estes ecossistemas aos programas de desenvolvimento dos países. Outra meta prioritária é assegurar o bem-estar das comunidades que habitam essas regiões.

A necessidade de dar especial atenção às montanhas foi apresentada em 1992, no contexto da Conferência das Nações Unidas sobre meio ambiente realizada no Rio de Janeiro. O plano conhecido como Agenda 21, aprovado nesse encontro para impulsionar o desenvolvimento sustentável, dedica seu capítulo 13 às regiões montanhosas. "As montanhas são importante fonte de água, energia e diversidade biológica. Além, disso, são fonte de recursos vitais, como minerais, produtos florestais e agrícolas e meios de recreação", afirma o documento.

Aproximadamente, 10% da população mundial depende de forma direta das montanhas e de seus recursos, mas uma proporção bem maior serve-se dos recursos originados nas zonas montanhosas, onde, por exemplo, nascem as fontes de água doce. Na Internet há informação sobre a importância desses ecossistemas. Algumas organizações estão dedicadas a promover sua conservação e outras a divulgar informação relacionada com montanhas de todo o mundo.

Ano Internacional das Montanhas (em espanhol, inglês e francês)
Ano Internacional das Montanhas: documento de conceitos (em espanhol, inglês e francês)
Pnuma/WCMC: as montanhas e as florestas de montanha (em inglês)
Agenda 21: desenvolvimento sustentável das montanhas (em espanhol)
Montanhas no mundo (em inglês)
Foro de Montanhas (recursos em vários idiomas)
Mountain Agenda (em inglês)
Yahoo!: sites sobre montanhas (em inglês)
Yahoo!: sites sobre montanhas (em português)
The Mountain Institute (em inglês)
Tetos do mundo (em espanhol)
O Guia da Montanha (em português)
Aventure-se - Montanhismo (em português)
Mountain Voices - Montanhismo (em português)
M! Montanha Turismo Ecológico e Esportes de Aventura (em português)



 

Copyright © 2001 Tierramérica. Todos los Derechos Reservados

 

 

Crédito: FAO foto 17657
Crédito: FAO foto 17657

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Asteróide Ida
Asteróide Ida CRÉDITO Nasa asteróide homepage

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Crédito: Freestockphotos / USGS
Crédito: Freestockphotos / USGS