Va al Ejemplar actual
PNUMAPNUD
Edición Impresa
MEDIOAMBIENTE Y DESARROLLO
 
Inter Press Service
Buscar Archivo de ejemplares Audio
 
  Home Page
  Ejemplar actual
  Reportajes
  Análisis
  Acentos
  Ecobreves
  Libros
  Galería
  Ediciones especiales
  Gente de Tierramérica
                Grandes
              Plumas
   Diálogos
 
Protocolo de Kyoto
 
Especial de Mesoamérica
 
Especial de Agua de Tierramérica
  ¿Quiénes somos?
 
Galería de fotos
  Inter Press Service
Principal fuente de información
sobre temas globales de seguridad humana
  PNUD
Programa de las Naciones Unidas para el Desarrollo
  PNUMA
Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente
 
Ecobreves

 
 

Brasil: Pecuária de tartarugas

Rio de Janeiro – A criação de quelônios, inclusive para exportação de sua carne, cresce no Estado do Amazonas, que já tem 69 empresários dedicados à atividade com autorização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama).

Um plano de ação definido pelo Ibama, mediante centros de pesquisa e fomento, busca implantar a cadeia de produção desta nova pecuária, com áreas de reprodução, matadouros e indústrias de processamento.

Os criadouros para abastecer restaurantes, reduzindo a caça predadora, são estimulados pelo Ibama há 12 anos com a doação de quelônios recém-nascidos.

É uma atividade promissora, mas ainda com muitas deficiências. Os criadouros apenas engordam os animais, não os reproduzem e estão longe de atender à demanda, o que incentiva a extração não sustentável e ilegal, disse ao Terramérica o pesquisador de quelônios amazônicos Juarez Pezzuti, professor da Universidade Federal do Pará.

 
 

Chile: Criada rede de monitoramento florestal

Santiago – O Instituto de Pesquisa Florestal do Chile (Infor) anunciou no último dia 21 a criação de uma Rede de Monitoramento Ambiental das florestas do país, graças a dois projetos que demandaram um investimento estatal da ordem de US$ 1 milhão.

Esses projetos permitiram estabelecer em municípios rurais bases para a supervisão ambiental das florestas nas 9ª e 10ª regiões, onde se concentram os maiores recursos florestais, disse o diretor do Infor, Roberto Ipinza.

As capacidades tecnológicas desenvolvidas tornarão possível, com o equipamento necessário, expandir a atividade para todo o país, e a rede já oferece um Mapa Florestal no site www.mapaforestal.cl, ressaltou.

Ali se tem acesso à “informação de base sobre existências e potencialidades dos recursos florestais associados aos ecossistemas nativos da 9ª e 10ª regiões, imprescindível para o planejamento produtivo dos recursos sob a perspectiva dos equilíbrios ecológico, social e econômico”, disse Ipinza.

 
 

Cuba: Seca impõe estratégias de sobrevivência

Havana – A persistente seca que afeta grande parte dos campos cubanos obrigou os camponeses e pecuaristas a buscarem alternativas para a sobrevivência de seus animais, gravemente prejudicados pela escassez de água e de pastos adequados.

Na central província de Ciego de Ávila aumentou o uso de resíduos açucareiros e de frutas para alimentação de animais.

Na província de Las Tunas, no leste da ilha, a diminuição das reservas de água levou à construção de 146 poços e à instalação de 38 moinhos de vento para abastecer o gado sedento. Dados oficiais aos quais o Terramérica teve acesso indicam que nesta região do país se esgotaram 3.400 fontes de abastecimento de água para o gado, das quais 3.368 estão localizadas desde a província central de Camaguey até à de Guantânamo, no extremo oriental da ilha.

 
 

Venezuela: Caracas ameaçada por seu próprio rio

Caracas – Um buraco de 20 metros de largura se abriu no canal de concreto que conduz as águas do rio Guaire através da capital venezuelana. Suas águas contaminadas entraram em contato com o talude que sustenta esse canal e com a principal via expressa da capital.

A força das últimas chuvas causou esse dano. Foram colocadas pedras de grande tamanho e peças de concreto para fechar o buraco e evitar o afundamento da via expressa, usada diariamente por dezenas de milhares de veículos.

Com parte dos trabalhos de emergência, o curso do rio será desviado em cerca de 3,5 metros, em um trecho a sudoeste de Caracas, por meio de bombas de sucção.

“O problema é grave, pois só pode ser reparado em sua totalidade quando começar a estação seca, em outubro”, disse ao Terramérica um porta-voz do Ministério do Meio Ambiente.

 
 

Honduras: Microempresas reciclam lixo

Tegucigalpa – Dez departamentos de Honduras farão parte de um projeto latino-americano voltado à reciclagem de lixo para produzir adubo orgânico e, assim, reduzir a contaminação ambiental, informou ao Terramérica o ministro da Agricultura e Pecuária, Mariano Jimenez.

O projeto é parte de uma iniciativa da Rede Latino-americana de Tração Animal e Tecnologias Apropriadas, e será aplicado em 45 municípios, através do fomento de microempresas recicladoras de lixo que começariam a operar este ano, explicou.

Essas microempresas gerarão emprego na região e produzirão adubo orgânico a partir do lixo, reciclado através do uso de tecnologias apropriadas e não contaminantes. O governo prevê a criação de 1.500 empregos diretos.

Jimenez disse que antes de iniciar o projeto estão previstas atividades de formação e capacitação para as microempresas, para que “o uso de técnicas amigáveis com a natureza também reduza os índices de enfermidades nas regiões e aumente a conscientização ambiental entre os moradores beneficiados”.

 
 

Guatemala: Menos incêndios florestais

Guatemala – A Guatemala registrou 368 incêndios florestais entre janeiro e o início deste mês, quase a metade dos 731 ocorridos no mesmo período de 2003.

“Reduzimos os incêndios em 50%. A área de florestas atingida foi 91% menor”, explicou ao Terramérica Eduardo González, titular da Secretaria Executiva da Presidência.

“Este ano foram queimados sete mil hectares de florestas, enquanto no ano passado foram 83 mil”, afirmou o funcionário, que coordenou instituições estatais e privadas, encarregado de um plano preventivo desses desastres.

Também indicou “como um fator importante o fato de as chuvas este ano terem começado mais cedo, apagando alguns incêndios em Petén”, o maior departamento do país e que concentra mais de 21 mil quilômetros quadrados de florestas.

González explicou que dos 368 incêndios registrados este ano, apenas 30,78% afetaram áreas protegidas, enquanto o restante ocorreu em zonas não protegidas.



* Fonte: Inter Press Service.


Copyright © 2007 Tierramérica. Todos los Derechos Reservados