Va al Ejemplar actual
PNUMA PNUD Inter Press Service
Edición Impresa
 

Una edición especial de Tierramérica sobre el Corredor Biológico Mesoamericano con el respaldo de la Comisión Centroamericana de Ambiente y Desarrollo y el Banco Mundial.

Comisión Centroamericana de Ambiente y Desarrollo     Banco Mundial

 
 
 

"Enlaces Externos"

Sitio web del Corredor Biológico Mesoamericano: Naturalmente Unidos

PNUMA: Corredor Biológico Mesoamericano: detalles y metas del proyecto

Banco Mundial: información sobre proyectos ambientales en Centroamérica, incluyendo al CBM

Comisión Centroamericana de Ambiente y Desarrollo: noticias, documentos, legislación...

WRI: En busca de un enfoque común para el CBM: texto completo del documento en español en formato PDF (238 Kb)

PNUD-CCAD-GTZ: Presentación del proyecto del CBM

NASA/CCAD: Mapeo y monitoreo del CBM

The Mesoamerican Biological Corridor: un estudio del CBM por Craig Metrick (en inglés)

   
 
   
 
   
 
   
  Inter Press Service
Principal fuente de información
sobre temas globales de seguridad humana
  PNUD
Programa de las Naciones Unidas para el Desarrollo
  PNUMA
Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente

 

 



 
Ecobreves

 
 

NICARÁGUA: Iodo no sal

MANÁGUA.- A Associação dos Salineiros da Nicarágua e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) assinaram um convênio que garante a adição de iodo em 95% do sal consumido no país.

Gustavo Castillo, presidente da entidade, disse ao Terramérica que a adição de iodo ao sal para consumo humano e animal, bem como no que é empregado em curtumes, foi possível graças ao apoio do Unicef. A ONU apóia programas de iodação universal para combater males como deterioração do desenvolvimento físico, deficiência mental ou dano cerebral nas crianças provocados pela carência de iodo no organismo humano.

A Nicarágua produz entre 1,2 bilhão e 1,5 bilhão de quintais de sal na costa do Pacífico. Há três anos, começou-se a adicionar iodato de potássio e carbono de cálcio, chamado de iodocal. O acordo garante o fornecimento à Nicarágua de iodato de potássio, substância produzida apenas no Chile.

 
 

GUATEMALA: Reflorestamento de bacias de dois rios

GUATEMALA.- Cerca de quatro mil hectares nas bacias dos rios Los Esclavos e María Linda, no centro e sul da Guatemala, serão reflorestados pelos ministérios da Agricultura e de Energia e Minas. O projeto busca beneficiar 85 comunidades nos departamentos de El Progresso e Jutiapa, disse ao Terramérica o porta-voz do Instituto Nacional de Eletrificação (Inde), Fredy López.

Nessas bacias estão instaladas usinas geradoras de energia. “A idéia é ajudar os pequenos produtores de café para que, em lugar de plantar milho, plantem árvores frutíferas e para madeira com o objetivo de melhorar a retenção da água quando chove”, explicou López. O Inde financiará os trabalhos num valor a ser definido no fim deste mês. Devido ao desmatamento, as águas dos rios sofreram redução, colocando em risco a produção das hidrelétricas de Aguacapa e Los Esclavos.

 
 

HONDURAS: Doenças atribuídas a mineradora norte-americanas

TEGUCIGALPA.- Habitantes do Vale de Siria, no departamento de Francisco Morazán, que sofrem de doenças de pele e vias respiratórias, atribuem esses males às atividades mineiras realizadas pela multinacional norte-americana Entre Mares.

O ambientalista e médico Juan Almendares Bonilla disse ao Terramérica que 40% da população dessa localidade, cerca de 50 mil pessoas, sofrem de esquimose e coceira devido ao excessivo uso de cianureto nas águas que rodeiam a região. Bonilla realiza um estudo sobre o impacto de produtos químicos usados pela mineradora na saúde dos moradores da área.

Ele denunciou o corte de árvores e vegetação na área do Vale de Siria que, disse, está ficando sem água. A Entre Mares chegou a Honduras há quatro anos e se dedica à exploração do ouro, entre outros minerais. Os moradores do lugar realizam há três anos constantes protestos contra a companhia, às quais somou-se o cardeal Oscar Andrés Rodríguez. Apesar da oposição de ambientalistas e moradores, o governo deu à multinacional uma autorização que amplia suas atividades. A região de Siria é formada por nove pequenos povoados que vivem da floresta e da agricultura.



* Fonte: Inter Press Service.

 


Home Page






 



   












 
Copyright © 2002 Tierramérica. Todos los Derechos Reservados