Va al Ejemplar actual
PNUMA PNUD Inter Press Service
Edición Impresa
 

Una edición especial de Tierramérica sobre el Corredor Biológico Mesoamericano con el respaldo de la Comisión Centroamericana de Ambiente y Desarrollo y el Banco Mundial.

Comisión Centroamericana de Ambiente y Desarrollo     Banco Mundial

 
 
 

"Enlaces Externos"

Sitio web del Corredor Biológico Mesoamericano: Naturalmente Unidos

PNUMA: Corredor Biológico Mesoamericano: detalles y metas del proyecto

Banco Mundial: información sobre proyectos ambientales en Centroamérica, incluyendo al CBM

Comisión Centroamericana de Ambiente y Desarrollo: noticias, documentos, legislación...

WRI: En busca de un enfoque común para el CBM: texto completo del documento en español en formato PDF (238 Kb)

PNUD-CCAD-GTZ: Presentación del proyecto del CBM

NASA/CCAD: Mapeo y monitoreo del CBM

The Mesoamerican Biological Corridor: un estudio del CBM por Craig Metrick (en inglés)

   
 
   
 
   
 
   
  Inter Press Service
Principal fuente de información
sobre temas globales de seguridad humana
  PNUD
Programa de las Naciones Unidas para el Desarrollo
  PNUMA
Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente

 

 



 
Ecobreves

 
 

MÉXICO: Cientistas defendem o leite de ovelha

MÉXICO.- Pesquisadores da Universidade Autônoma Metropolitana do México (UAM) recomendaram que seja retirado da marginalidade o consumo de leite de ovelha, uma fonte de proteínas, minerais e vitaminas muito maior do que os leites de vaca e de cabra.

O adulto que consome meio litro diário de leite de ovelha obtém 162% de sua necessidade de aminoácidos essenciais, 121% da de cálcio e 200% da de riboflavina, acrescentaram.

Segundo a UAM, o leite de ovelha tem 7,1% de gordura e 5,8% de proteínas, enquanto o de cabra contém 4,1% e 3,4%, e o de vaca 3,8% e 3,3%, respectivamente. Além disso, o leite de ovelha é muito mais rico em fósforo, zinco e vitaminas dos complexos B e C.

No mundo, o leite mais produzido é o de vaca, com 85,2% do total, e o de ovelha representa apenas 1,5%.

 
 

GUATEMALA: Promovido o cultivo de abacate

GUATEMALA.- A Guatemala precisa promover mais cultivos de abacate, fruta que no momento é subaproveitada, apesar de seu enorme potencial, disse ao Terramérica Cristian Smith, presidente do Comitê do Abacate.

O país exporta anualmente cerca de 4,5 mil toneladas métricas da fruta, “mas o paradoxo é que também importa uma quantidade semelhante a cada ano”, disse o agroindustrial.

Com apoio da Associação Sindical de Exportadores de Produtos Não-Tradicionais (Agexpront), o Comitê do Abacate fomenta a diversificação de usos do abacate na forma de óleos, cremes faciais, sabonetes ou alimentos para animais.

O óleo de abacate, por exemplo, “é tão competitivo quanto o azeite de oliva, por ser rico em gorduras não-saturadas e vitamina E, por sua baixa acidez e alta composição de fitosteroal, um componente semelhante à lanolina, usada na indústria de cosméticos”, disse Smith.

 
 

COLÔMBIA : Lançado diretório florestal

BOGOTÁ.- Empresários da cidade de Medellín, noroeste da Colômbia, colocarão em funcionamento o primeiro Diretório da Cadeia Produtiva Florestal, que inclui todos os atores do setor, entre eles industriais, engenheiros e tecnólogos florestais, comerciantes, fornecedores, entidades financeiras e centros de pesquisa.

Álvaro Marin, diretor comercial da publicação, que fecha sua edição no dia 30 de abril, disse ao Terramérica que esta trará ampla informação setorial e ofertas internacionais de produtos e serviços para o setor florestal colombiano.

O diretório foi realizado com apoio da Secretaria Técnica da Cadeia Florestal e a Gerência do Plano Nacional de Desenvolvimento Florestal do Ministério da Agricultura.



* Fonte: Inter Press Service.

 


Home Page






 



   












 
Copyright © 2002 Tierramérica. Todos los Derechos Reservados