Va al Ejemplar actual
PNUMA PNUD Inter Press Service
Edición Impresa
 

Una edición especial de Tierramérica sobre el Corredor Biológico Mesoamericano con el respaldo de la Comisión Centroamericana de Ambiente y Desarrollo y el Banco Mundial.

Comisión Centroamericana de Ambiente y Desarrollo     Banco Mundial

 
 
 

"Enlaces Externos"

Sitio web del Corredor Biológico Mesoamericano: Naturalmente Unidos

PNUMA: Corredor Biológico Mesoamericano: detalles y metas del proyecto

Banco Mundial: información sobre proyectos ambientales en Centroamérica, incluyendo al CBM

Comisión Centroamericana de Ambiente y Desarrollo: noticias, documentos, legislación...

WRI: En busca de un enfoque común para el CBM: texto completo del documento en español en formato PDF (238 Kb)

PNUD-CCAD-GTZ: Presentación del proyecto del CBM

NASA/CCAD: Mapeo y monitoreo del CBM

The Mesoamerican Biological Corridor: un estudio del CBM por Craig Metrick (en inglés)

   
 
   
 
   
 
   
  Inter Press Service
Principal fuente de información
sobre temas globales de seguridad humana
  PNUD
Programa de las Naciones Unidas para el Desarrollo
  PNUMA
Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente

 

 



 
Ecobreves


 
 

GLOBAL: Preparação de cúpula infantil

MÉXICO.- Cerca de 600 meninos e meninas de cem países participarão em julho, nos Estados Unidos, de uma conferência internacional sobre meio ambiente, onde discutirão problemas globais, apresentarão propostas e pedirão respostas do mundo dos adultos.

“Será a maior conferência de seu tipo já realizada”, disse ao Terramérica Catalina Saravia, porta-voz do grupo não-governamental Organização para a Educação e Proteção Ambiental da Colômbia, que junto com o escritório regional do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, com sede no México, promove a participação latino-americana no encontro.

As crianças debaterão, entre 19 e 23 de julho, na cidade de New London, temas relacionados com os oceanos, rios e mangues, a vida à beira da extinção, indígenas, práticas ambientais e políticas energéticas.

 
 

ARGENTINA: Onde está o relatório ambiental?

BUENOS AIRES.- A Fundação Meio Ambiente e Recursos Naturais da Argentina pediu ao governo o relatório ambiental oficial correspondente a 2003, que deveria ter sido divulgado em novembro do ano passado e que ainda não se conhece.

Uma fonte da organização disse ao Terramérica que se considera que o relatório não foi feito, mas pede-se explicação para essa falta.

A Fundação reconheceu ter feito o pedido para “testar” a lei de acesso à informação pública ambiental promulgada em janeiro. Embora ainda não tenha sido regulamentada, a norma vigora e reconhece a qualquer pessoa, física ou jurídica, o direito de solicitar e receber informação do Estado, autarquias e empresas que prestam serviços públicos, mesmo sendo privadas.

As respostas devem ser fornecidas gratuitamente no prazo de 30 dias, ou negadas com razões fundamentadas.

 
 

COLÔMBIA: Propostas soluções para crise do lixo

BARANQUILLA, Colômbia.- A Corporação Autônoma Regional, autoridade ambiental do departamento colombiano do Atlântico, propôs a construção de três aterros sanitários para solucionar uma crise devido ao manejo indevido de resíduos sólidos.

O diretor da Corporação, Thonny Palencia, disse ao Terramérica, no dia 17 de maio, que uma política adequada de manejo de resíduos sólidos requer a construção de um aterro sanitário que cubra o norte do departamento, outro para o centro e um terceiro para o sul.

Segundo o organismo, a produção diária de resíduos sólidos do departamento é de 2,2 mil toneladas, e é inadequada a disposição final de 39%, em 21 dos 23 municípios.

A Colômbia produz 26 mil toneladas de lixo por dia.

 
 

PERU: Pedida a erradicação do asbesto

LIMA.- Três organizações civis pediram ao congresso peruano, no dia 17 de maio, que proíba o uso do asbesto em processos industriais, depois de apresentar à imprensa quatro ex-trabalhadores de uma fábrica de autopeças que sofrem de asbestose.

Na fabricação ou uso dessa fibra mineral não-combustível pode se desprender um pó cancerígeno e causador de outras doenças. A Organização Mundial da Saúde recomenda o fim de seu uso.

O Ministério da Saúde do Peru proíbe sua utilização em tanques ou filtros, mas a fibra é componente de muitos outros produtos.

A Associação Frente ao Asbesto, a Associação Peruana de Consumidores e Usuários (Aspec) e o Fórum Cidadão para a Vida informaram terem registrados 91 casos de afetados por asbestose e 34 com câncer pulmonar entre trabalhadores que tiveram contato com o asbesto.

 
 

GUATEMALA: Militares cuidam de área protegida

GUATEMALA.- Sessenta soldados do Exército da Guatemala apoiarão 50 agentes da Polícia Nacional Civil (ONC) no combate contra depredadores e narcotraficantes que ameaçam o Parque Nacional Laguna do Tigre, localizado no departamento de El Petén, no norte do país.

Os militares apoiarão os agentes que pertencem ao Serviço de Proteção da Natureza (Seprona) e são especializados na proteção ambiental, disse ao Terramérica Faustino Sánchez, porta-voz policial.

O contingente militar foi enviado no dia 13 de maio, data em que o congresso da Guatemala aprovou um acordo destinado a repassar US$ 625 mil este ano e US$ 375 mil a partir de 2005, para a proteção dos recursos do Parque, explicou ao Terramérica o deputado Alfredo Cojtí

A aprovação de fundos foi decidida após múltiplas denúncias de destruição do parque por parte de traficantes de madeira e de drogas.

O Parque Laguna do Tigre, com 289.912 hectares e numerosas espécies endêmicas, é área protegida desde 1990.



* Fonte: Inter Press Service.

 


Home Page






 



   












 
Copyright © 2002 Tierramérica. Todos los Derechos Reservados