PNUMA PNUD
Va al Ejemplar actual
Edição Impressa
MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO
English Version Versión en Español
Buscar Archivo de ejemplares  
 
  Home Page
  Reportagens
  Análise
  Destaques
  Ecobreves
  Galeria
  Gente de Terramérica
                Grandes
              Nomes
   Entrevistas
  ¿Quem somos?
  Inter Press Service
Principal fonte de informação sobre temas globais de segurança humana
  PNUD
Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento
  PNUMA
Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente


Ecobreves

 
 

BRASIL: Ambientalista sob ameaça

RIO DE JANEIRO, 10 de julho (Terramérica).- Vilmar Berna, jornalista ambiental que ganhou o prêmio Global 500 das Nações Unidas em 1999, vive ameaçado de morte há mais de um mês, em Niterói, Estado do Rio de Janeiro. Sua queixa e pedido de proteção à polícia só tiveram resposta na semana passada.

Sua situação preocupa porque em fevereiro do ano passado foi assassinado outro ambientalista, Dionísio Júlio Ribeiro, defensor da Reserva Biológica de Tinguá, também na área metropolitana do Rio. Um caçador confessou o crime, mas foi absolvido em maio por “insuficiência de provas”.

“O ambientalismo é uma atividade de alto risco, não só na Amazônia, porque nos opomos ao modelo de desenvolvimento que atenta contra a natureza”, disse Berna ao Terramérica. A reação violenta pode estar partindo tanto de proprietários de terra amazônicos quanto de pescadores artesanais da praia onde ele vive, que temem sua presença porque usam métodos ilegais, explicou.

 
 

VENEZUELA: Pais adotivos para tartarugas

CARACAS, 10 de julho (Terramérica).- O programa de proteção da tartaruga marinha natural do Caribe sul e praias do nordeste da Venezuela começou a inovar, com a busca de “pais e mães adotivos”, de modo simbólico, para cada um dos exemplares avistados e protegidos pelo Centro de Pesquisa e Conservação de Tartarugas Marinhas (Cictmar).

“A adoção simbólica de um animal ou de seu ninho permite contribuir com o financiamento anual para o cuidado de 120 ninhos”, disse ao Terramérica a diretora do Cictimar, Hedelvy Guada.

O custo da adoção de quelônios da espécie tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea) é de US$ 30 e a renovação custa US$ 25, se for adoção individual, e US$ 140, se for coletiva. “Estimulamos esta modalidade para grupos de amigos, empresas ou colégios”, disse Guada.

Quem adota uma tartaruga ou ninho recebe um certificado, material informativo e cartazes. O Cictmar, além de proteger ninhos, marcar e estudar as fêmeas, promove a educação dos moradores da península de Paria, extremo nordeste venezuelano, para evitar a depredação da espécie.

 
 

HONDURAS: Cresce a certificação florestal

TEGUCIGALPA, 10 de julho (Terramérica).- Dez empresas hondurenhas são pioneiras na certificação florestal, prática que se espera que ganhe forte impulso até o final do ano, segundo um programa que tem apoio do Estado.

“O certificado é uma carta de apresentação que permite indicar que minha empresa protege o meio ambiente, uma exigência cada vez mais freqüente no mercado internacional”, disse ao Terramérica Alejandro Arguello, da empresa exportadora de madeira Yodeco Honduras.

A firma, que se dedica à transformação de madeira de pinho há mais de 50 anos, maneja 25 mil hectares de floresta e acaba de certificar 13,9 mil hectares.

Adolfo Lemus, gerente para a América Central e o Caribe da Smart Wood, entidade certificadora internacional, detecta um acentuado interesse nas empresas centro-americanas em aderir à certificação florestal “porque é uma demanda da globalização e, inclusive, dos tratados de livre comércio”. Lemus calcula que já existem 53 empresas certificadas.

 
 

CHILE: Fábrica de celulose é multada

SANTIAGO, 10 de julho (Terramérica).- A empresa Celulose Arauco e Constitución (Celco), localizada na 10ª região de Los Lagos, deverá pagar multa de aproximadamente US$ 60 mil pela emissão de mau cheiro, em 2004, segundo determinou a Corte de Apelações, ratificando uma sentença das autoridades sanitárias da cidade de Valdivia.

O mau cheiro foi sentido a 60 quilômetros de distância e provocou diversos problemas de saúde entre os moradores da localidade de San José de la Mariquina, ao norte de Valdivia.

Lucio Cuenca, diretor do Observatório Latino-Americano de Conflitos Ambientais (Olca), disse ao Terramérica que esta decisão estabelece um positivo precedente, que espera se repita nos outros processos que estão na Justiça contra a Celco, porque, a seu ver, “há antecedentes administrativos e ambientais que justificam o fechamento da fábrica”.

 
 

CUBA: poluentes orgânicos persistentes são eliminados

HAVANA, 10 de julho (Terramérica).- Moradores de uma pequena comunidade vizinha à cidade de Guantânamo, 929 quilômetros a leste de Havana, converteram um lixão em um centro ambiental que permitiu reduzir a emissão de poluentes orgânicos persistentes (POPs) na atmosfera.

O Centro Ecológico Processador de Resíduos Urbanos (Cepru), que este ano recebeu o prêmio nacional de meio ambiente, surgiu há cerca de cinco anos, e mais recentemente, graças ao apoio do Fundo para o Meio Ambiente Mundial, também tenha eliminado a queima incontrolada dos dejetos plásticos.

Estima-se que o Centro receba cerca de uma tonelada mensal de resíduos plásticos de alta e baixa intensidade, que agora são reutilizados em diferentes trabalhos no local, que fica no bairro de La Isleta, de 566 habitantes.

A nova prática elimina a geração de gases tóxicos como dioxinas e furanos, o que representa uma redução de 6% das emissões na atmosfera, confirmou ao Terramérica Fabio Fajardo, coordenador em Cuba do programa de pequenas doações.

 
 

GUATEMALA: Ataques mortíferos contra ecologistas

GUATEMALA, 10 de julho (Terramérica).- Pelo menos 115 ativistas, técnicos e trabalhadores ambientais foram alvo de violência, seqüestro e até assassinato nos últimos 16 anos na Guatemala, segundo um informe do Centro de Ação Legal Ambiental e Social (Calas) que inclui o período entre 1990 e maio de 2006.

“Queríamos conhecer com certeza a situação de risco que vive este setor na Guatemala, onde não há garantias para proteger o meio ambiente”, explicou ao Terramérica Yuri Melini, diretor do Calas.

No caso mais recente, membros do Conselho Nacional de Áreas Protegidas (Conap), da polícia e do Exército foram retidos por vários dias, em junho, por um grupo fortemente armado na Serra do Lancadón, em El Petén, fronteiriço com o México.

Em novembro de 2005, foram seqüestrados os guardas florestais Mario Pop e Julio Vásquez, que continuam desaparecidos. Os dois trabalhavam na estação biológica da privada Universidade del Valle, no Vulcão de Atitlán, oeste da capital, contou Melini.

No mesmo mês, foram assassinados um técnico do Instituto Nacional de Florestas (Inab), bem como um soldado em uma área da Reserva da Biosfera Maia, também em El Petén.



* Fonte: Inter Press Service.

Copyright © 2007 Tierramérica. Todos os Direitos Reservados