Va al Ejemplar actual
PNUMAPNUD
Edición Impresa
MEDIOAMBIENTE Y DESARROLLO
 
Inter Press Service
Buscar Archivo de ejemplares Audio
 
  Home Page
  Ejemplar actual
  Reportajes
  Análisis
  Acentos
  Ecobreves
  Libros
  Galería
  Ediciones especiales
  Gente de Tierramérica
                Grandes
              Plumas
   Diálogos
 
Protocolo de Kyoto
 
Especial de Mesoamérica
 
Especial de Agua de Tierramérica
  ¿Quiénes somos?
 
Galería de fotos
  Inter Press Service
Principal fuente de información
sobre temas globales de seguridad humana
  PNUD
Programa de las Naciones Unidas para el Desarrollo
  PNUMA
Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente
 
Ecobreves

 
 

BRASIL: Indígenas querem pagamento por cuidar de florestas

BRASIL: Indígenas querem pagamento por cuidar de florestas

RIO DE JANEIRO, 7 de maio (Terramérica).- Os indígenas ribeirinhos e extratores de borracha natural da Amazônia brasileira relançaram a Aliança dos Povos da Floresta (APF), nascida nos anos 80, para reclamar o reconhecimento de seu papel na preservação da floresta e do clima.

No final de abril, um seminário de seus líderes, em Manaus, aprovou um manifesto em favor da remuneração internacional por deterem o desmatamento anunciando a criação de um mecanismo próprio para reduzir os gases causadores do efeito estufa.

“Queremos mais do que o pagamento por manter as florestas, como fazemos tradicionalmente”, mas políticas públicas que “considerem os seres humanos que vivem na Amazônia”, melhorando sua qualidade de vida, disse ao Terramérica Jecinaldo Cabral, líder da Coordenação de Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira.

A APF realizará seu segundo encontro regional em setembro, acrescentou.

 
 

CHILE: Criticada nomeação de Lagos na ONU

SANTIAGO, 7 de maio (Terramérica).- Ecologistas chilenos rechaçaram a nomeação do ex-presidente Ricardo Lagos (2000-2006) como um dos três enviados especiais para a reunião sobre Mudança Climática da Organização das Nações Unidas.

Em um comunicado divulgado no dia 1º de maio, a ONU destacou como mérito de Lagos ter criado a Fundação Democracia e Desenvolvimento.

“Me parece insólito e preocupante, já que durante seu governo não teve nenhuma sensibilidade para as questões ambientais. Ao contrário, subordinou as políticas públicas aos grandes interesses privados”, disse ao Terramérica Luis Mariano Rendón, do Movimento Ação Ecológica.

Lagos, que dividirá o cargo com a ex-ministra da Noruega, Gro Harlem Brundtland, e com o ex-chanceler da Coréia do Sul, Han Seung-Soo, assegurou que em seu governo “houve esforços” para combater o aquecimento global, mas reconheceu que “poderia ter sido feito mais”.

 
 

CUBA: Construção ecológica espera prêmio Habitat

HAVANA, 7 de maio (Terramérica).- Um método cubano de construção com materiais ecológicos figura entre as quatro iniciativas finalistas para o prêmio mundial Habitat, patrocinado pela Organização das Nações Unidas.

Implementado em Cuba e em pelo outros oito países, o método propõe desenvolver materiais de construção a partir de matérias-primas alternativas, mais baratas e resistentes aos desastres naturais.

O método já “provou sua viabilidade” e poderia mudar os modelos da relação entre as instituições acadêmicas e as comunidades de seu entorno”, disse ao Terramérica Fernando Martirena, do Centro de Pesquisas de Estruturas e Materiais (Cidem), da Universidade Central de Las Villas, que o projetou.

O prêmio é entregue no mês de outubro a projetos que forneçam soluções inovadoras para os problemas de moradia em todo o mundo.

 
 

VENEZUELA: Paisagens das planícies no metrô de Caracas

CARACAS, 7 de maio (Terramérica).- O metrô de Caracas surpreendeu os usuários de sua estação nodal Plaza Venezuela, no início de maio, com paredes cobertas por gigantescas fotografias coloridas de paisagens das planícies venezuelanas cheias de flora e fauna silvestres.

Trata-se de “um esforço para promover a identificação do usuário com o país e a preservação do meio ambiente, e levaremos a outras estações imagens das planícies, das ilhas (do Caribe), da Guayana (sudeste) e dos Andes (sudoeste)”, disse ao Terramérica a porta-voz do metrô, Nadia Pérez.

As imagens foram fornecidas pela organização ambientalista Provita, “com ênfase em mostrar espécies que estão ameaçadas em meio às nossas riquezas e belezas naturais”, acrescentou sua coordenadora, Jeannette Rojas.



* Fonte: Inter Press Service.


Copyright © 2007 Tierramérica. Todos los Derechos Reservados